Titus Munhequete

Titos Munhequete: A Veia Empreendedora Sempre se Manifestou Em Mim

Para a nossa conversa de hoje temos como entrevistado Titos Munhequete. Um jovem empreendedor com a fibra empreendedora dentro de si. Com formação em Engenharia Civil e Gestão Empresarial, decidiu abraçar a carreira do empreendedorismo.

Tendo iniciado vários negócios, muito recentemente iniciou a sua mais recente conquista. Titos conquistou recentemente o concurso de Startuper do ano organizado pela Total. Onde a sua startup foi a vencedora num horizonte de 200 empresas que concorreram.

É para falar disso, sobre ele, e muitos mais que decidimos conversar com o Titos de modo a extrairmos algo que nos possa inspirar. Desfrute desta entrevista.

Somente com o empreendedorismo haverão mais empregos para os Moçambicanos e melhores condições de vida para todos. Titos Munhequete

  1. Quem é Titos Munhequete e o que faz?

R: Titos Munhequete é um jovem empreendedor, licenciado em engenharia civil e com um Mestrado em Gestão Empresarial, que acredita imenso na capacidade inovadora dos Moçambicanos e no grande poder do empreendedorismo como motor do desenvolvimento. A veia empreendedora sempre se manifestou em mim. Lembro-me de com cerca de 8 anos ter montado uma empresa que produzia brinquedos de arame no quintal e vendíamos para as crianças vizinhas. Depois de formar-me em engenharia, tive a oportunidade de ser convidado por um dos meus professores para juntos fundarmos uma empresa no ramo da engenharia civil que em menos de 1 ano passou de zero a uma facturação anual de meio milhão de dólares. De seguida, reparei que poderíamos contribuir um pouco mais para o sector da construção, incorporando materiais locais nos edifícios e, juntamente com alguns amigos fundamos a REV Design – Arquitectura e Engenharia, com o objectivo de revolucionar a forma como se constrói. A Rev Design é actualmente especializada em construções chave-na-mão. Mais recentemente, fundei com mais alguns sócios o Izyshop – o primeiro e único supermercado online em Moçambique, com o objectivo de simplificar a forma como vamos às compras e criar ligações entre produtores locais, especialmente de frescos e vegetais, e consumidores.

A veia empreendedora sempre se manifestou em mim.

  1. O que o motivou a seguir a carreira de empreendedorismo?

R: Penso que de certa forma já nasci com a “comichão” empreendedora. A minha motivação inicial foi a liberdade financeira pessoal e a vontade de fazer a diferença. A vontade de ser dono do meu destino por um lado e de tornar o País em que vivemos um pouco melhor por outro. Cedo apercebi-me que o caminho para tal é inevitavelmente o empreendedorismo e decidi abarcar esta carreira. E quando tomei a decisão, comecei então a desenhar a minha vida nesse sentido, estudando outros empreendedores, lendo sobre a matéria e procurando sempre mais conhecimento sobre o assunto.

A minha motivação inicial foi a liberdade financeira pessoal e a vontade de fazer a diferença.

  1. Fale-nos da sua empresa. Como se chama? Em que área opera? E o que faz?

O Izyshop surge da necessidade que temos de soluções que nos ajudem a poupar o tempo. Click To Tweet

R: Falarei aqui especificamente do Izyshop – o Seu Supermercado Online. O Izyshop www.izyshop.co.mz é o primeiro e único supermercado online em Moçambique. Através do nosso website, os consumidores têm acesso à uma série de produtos, desde alimentos diversos, carnes e mariscos, frutas e vegetais, produtos de higiene, limpeza e para bebés, e bebidas diversas que compram online e recebem na porta de casa sem custos adicionais. O Izyshop surge da necessidade que temos de soluções que nos ajudem a poupar o tempo. Antes do Izyshop, as pessoas eram forçadas a passar mais de 4 horas em supermercados tradicionais e geralmente ao sábado, sofrendo com o trânsito para lá chegar, com as longas filas de pagamentos e privando-se de passar esse tempo com as pessoas de que gostam. Hoje, graças ao Izyshop, já é possível fazer toda a compra online, com os mesmos preços, e escolher onde e quando quer receber a encomenda. O melhor de tudo é que os clientes podem escolher se querem pagar online, ou na entrega com POS móvel. Assim, é seguro e os nossos clientes ficam mais descansados.

Izyshop – o primeiro e único supermercado online em Moçambique, com o objectivo de simplificar a forma como vamos às compras e criar ligações entre produtores locais, especialmente de frescos e vegetais, e consumidores.

  1. Como é que consegue angariar novos clientes?

R: Felizmente muita gente já sentia falta de ter uma solução assim, que os permitisse poupar tempo e acima de tudo que fosse de confiança e seguro. Por isso, a nossa principal fonte de angariação de clientes é o boca-a-boca. Assim que os clientes experimentam o serviço ficam tão animados que querem partilhar com os amigos e esses por sua vez experimentam o serviço e assim vamos angariando mais clientes. Temos servido também a várias empresas, restaurantes e lanchonetes, e para isso temos uma excelente equipa comercial que tem levado a boa nova do Izyshop à várias empresas e estas aderem ao serviço. Temos também explorado as redes sociais para divulgar a nossa solução. Nos próximos dias iremos explorar canais de divulgação adicionais por isso fiquem atentos as novidades que seguem.

Assim que os clientes experimentam o serviço ficam tão animados que querem partilhar com os amigos e esses por sua vez experimentam o serviço e assim vamos angariando mais clientes.

  1. Como encara a concorrência?

R: Não perdemos muito tempo com a concorrência. Procuramos ao invés disso concentrar toda a nossa energia em oferecer o melhor serviço possível ao cliente. Este é quem decide a quem dedicar atenção. Por essa razão, um dos mais enfatizados valores que pregamos é o Foco no Consumidor. Queremos que ele tenha a melhor experiência de compra no Izyshop e sinta que realmente tem a vida mais simples porque o Izyshop existe. Assim, estaremos sempre um passo à frente da concorrência.

Não perdemos muito tempo com a concorrência. Click To Tweet

  1. Recentemente venceu o concurso da Total. Fale-nos dessa experiência.

R: Em 2015 a Total lançou uma iniciativa em Moçambique chamada Startupper do ano, com o objectivo de escolher e premiar as melhores iniciativas empreendedoras em Moçambique. Trata-se de uma iniciativa que já era implementada noutros Países e foi estendida para Moçambique. Houveram mais de 200 empresas que se candidataram para o prémio e destas foram selecionadas 10 empresas para defenderem as suas iniciativas numa apresentação de 15 minutos para um jurado de 10 elementos diversos com grande experiência na área de negócios, incluindo o director geral da Total em Moçambique. Foi uma sessão bastante interessante e desafiadora, onde o Izyshop teve a oportunidade de explicar a iniciativa, a nossa missão de simplificar as compras que os nossos consumidores realizam e criar ligações entre produtores nacionais e consumidores através de uma plataforma digital simples, conveniente e de confiança. Após a defesa, o Izyshop foi escolhido como o grande vencedor do concurso, a startuper do ano, com direito a um prémio que consiste numa componente monetária e em acções de formação, mentoring e acompanhamento da implementação do negócio pela Total.

  1. Quais são os desafios do empreendedor em Moçambique?

Nós continuamos a apostar no conteúdo local porque acreditamos na capacidade local Click To Tweet

R: Vários. Os processos governamentais são extremamente burocráticos e não correm a velocidade que as empresas necessitam. É preciso repensar-se e introduzir mudanças profundas no nosso sistema para tornar a realização de negócios mais célere. O acesso aos recursos humanos qualificados é outro grande desafio. A formação é bastante deficiente e os colaboradores carecem de bastante treino institucional, particularmente na área das tecnologias de informação que é a nossa área. Felizmente temos uma equipa com grande vontade de aprender que diariamente procura melhorar os seus skills, mas muitos amigos meus com negócios em áreas similares optaram por comprar serviços no exterior. Nós continuamos a apostar no conteúdo local porque acreditamos na capacidade local, mas é um grande desafio, particularmente porque é muitas vezes aliado à falta de uma cultura de trabalho e profissionalismo. O financiamento é outro aspecto. O dinheiro é muito caro em Moçambique! Taxas de juro acima dos 22% é um absurdo. Penso que é necessária uma maior concorrência no sector financeiro. Talvez a existência de muitos mais bancos irá aumentar a competitividade e reflectir-se-á em taxas mais acessíveis.

O dinheiro é muito caro em Moçambique! Click To Tweet

  1. Será que vale a pena ser empreendedor no nosso País?

R: Absolutamente sim! Penso que com todos os desafios que o País tem, o empreendedor surge como figura que poderá contribuir para um desenvolvimento mais rápido e nós Moçambicanos somos muito criativos de natureza. É necessário apenas direcionar essa criatividade para actividades mais produtivas. Somente com o empreendedorismo haverão mais empregos para os Moçambicanos e melhores condições de vida para todos.

É necessário apenas direcionar essa criatividade para actividades mais produtivas. Click To Tweet

  1. Quais os desafios que a sua empresa enfrenta no dia-a-dia?

R: O Izyshop é uma solução muito inovadora e, portanto, algumas pessoas ainda não estavam habituadas. Quando lançamos, algumas pessoas perguntaram-nos se não era muito cedo uma solução assim para o nosso mercado, mas nós achamos que não. Os Moçambicanos merecem ter o que de melhor se faz lá fora, cá em casa e por isso decidimos avançar. Por isso temos tido paciência com os clientes que se mostram um pouco receosos no início. Ajuda bastante o facto de a pessoa poder pagar as compras depois de receber. Transmite mais confiança. Outro desafio é a oscilação cambial que afecta os preços dos produtos. Felizmente boa parte dos frescos e vegetais adquirimos de produtores locais e aí o choque cambial demora um pouco mais a sentir-se. Mas com os produtos importados já não. Tentamos o máximo não oscilar os preços, mas somente podemos ir até um certo ponto. Por isso, é importante que a situação no nosso País se estabilize o mais rápido possível.

Os Moçambicanos merecem ter o que de melhor se faz lá fora, cá em casa e por isso decidimos… Click To Tweet

  1. Quais são os planos da sua empresa para o futuro?

R: Expansão e consolidação. Nos próximos meses estamos focados em consolidar o Izyshop na província de Maputo. Estamos a optimizar os nossos processos operacionais, a melhorar as nossas plataformas e a introduzir alguns serviços novos que vão maravilhar os nossos consumidores. Depois, temos um plano de negocio que prevê a instalação do Izyshop nas restantes zonas de Moçambique (centro e norte) ao longo dos próximos 5 anos. Algumas empresas grandes já se aproximaram a nós manifestando vontade de realizar parcerias para acelerar esta expansão porque viram a forma profissional como trabalhamos. Mas de momento, ainda estamos a analisar qual o parceiro ideal. É necessário que hajam valores similares.

  1. Qual é a chave do sucesso?

R: Penso que não existe uma única fórmula. É importante que cada um descubra o que gosta de fazer e depois se dedique bastante a fezé-lo até que se torne mestre no que faz. Bill Gates diz que são necessárias pelo menos 10,000 horas a fazer a mesma actividade para que alguém se torne mestre. A fórmula que procuramos seguir é trabalhar cada dia mais para tornarmo-nos melhores naquilo que fazemos.

É importante que cada um descubra o que gosta de fazer e depois se dedique bastante a fezé-lo até… Click To Tweet

  1. Como membro da, ANJE como é que isso tem beneficiado o seu negocio?

R: A ANJE é uma organização fantástica, que congrega jovem muito empreendedores e que diariamente lutam para fazer crescer os seus negócios. Acima de tudo é uma grande comunidade de Jovens que partilham soluções para os desafios comuns da classe e para nós esse é o maior ganho.

Penso que com todos os desafios que o País tem, o empreendedor surge como figura que poderá contribuir para um desenvolvimento mais rápido e nós Moçambicanos somos muito criativos de natureza.

  1. Que conselho tem para os Jovens?

R: Que descubram algo que realmente gostem de fazer e se dediquem à isso. Não há nada mais gratificante que ir dormir e acordar cedo a pensar em algo de que gostamos de fazer e passar o dia a divertirmo-nos fazendo. Depois descubram uma forma de monetizar. Quando descobrirem, aliem-se a indivíduos que complementem as vossas fraquezas e implementem a ideia. E, acima de tudo, leiam bastante. Existe muito material de pessoas de sucesso no mundo todo e o caminho que usaram para vencer. Lendo aprendemos muito e tornamo-nos pessoas melhores a cada dia. Digo muitas vezes que não devemos ir dormir sem ter aprendido algo de novo todos os dias.

Não há nada mais gratificante que ir dormir e acordar cedo a pensar em algo de que gostamos de fazer e passar o dia a divertirmo-nos fazendo. Depois descubram uma forma de monetizar.

  1. Últimas palavras

R: Obrigado pela oportunidade de partilhar a história e a filosofia izycana e convido à aqueles que ainda não são clientes do Izyshop a experimentarem este serviço e simplificarem as suas vidas. Visite-nos em www.izyshop.co.mz

Aque temos a nossa entrevista com o Titos Munhequete, espero que lhe tenha inspirado, assim como inspirou a mim. Alguns dos princípios que podemos extraír desta entrevista são os seguintes:

  • A liberdade financeira e vontade de fazer a diferença são bons motivadores para ser empreendedor;
  • Não se preocupe com a concorrência;
  • Faça o que gosta de fazer e arrange forma de monetizer isso;
  • Tenha parceiros de negócio;
  • Não ignore as tendências empreendedoras que esixtem em si desde pequeno;
  • Não tenha medo de inovar mesmo quando a mairia diz o contrário;
  • Ter a capacidade de identificar um problema e criar uma solução adequada;
  • Concentre-se em oferecer o melhor serviço possível ao cliente;
  • Seja inovador;
  • Tenha paciência com os seus clientes e tire tempo para educá-los;
  • A promoção boca-a-boca é uma forma eficaz de angariar clientes;
  • Ofereça o melhor serviço possível ao cliente;
  • O dinheiro é caro em Moçambique;
  • É lendo que aprendemos muito, e não devemos dormir sem termos aprendido algo;
  • Devemos trabalhar mais para nos tornarmos melhores naquilo que fazemos;
  • Os Moçambicanos são muito criativos por natureza;

É Sua Vez..

Agora é a sua vez diga o que você aprendeu desta entrevista e o que pode extraír para aplicar na sua vida.

SejaEmpreendedor!

About Edgar Chaúque

Edgar Chaúque é o fundador do Seja Empreendedor, ele é Mentor e Coach de Negócios. E é também o fundador do TecnoFala, e do DinheiroFala , Share Your Ideas Online . É o Fundador da ZIKOMU MIDIA, e mentor do projeto ARQUITETOS DO FUTURO. Pode encontrá-lo também no seu blog pessoal.

Deixe um comentário

%d bloggers like this: