Eulália Muandula

Eulália Muandula: Devemos Investir Mais Para Que a Economia Recupere

Eulália Muandula é uma jovem empreendedora Moçambicana que opera no ramo da agricultura. Ela é recém graduada pela Universidade Eduardo Mondlane onde cursou em Engenharia Agrónoma. Apesar de ser licenciada em Agronomia a Eulália optou por enveredar pelo empreendedorismo.

Nesta nossa conversa com ela iremos saber um pouco mais sobre o porquê da sua escolha pelo empreendedorismo, e quais são as suas motivações. Ela é uma pessoa que tive o prazer de a conhecer pessoalmente, e o seu entusiasmo pelo que faz é visível.

A Eulália é das poucas jovens que conheço que falam apaixonadamente do seu gosto pela agricultura, e que decidiu apostar neste ramo, apesar dos desafios existentes. Nesta entrevista ela desafia os jovens a sonhar e a acreditarem nos seus sonhos.

  1. Quem é Eulália Muandula e o que faz? (Fale do seu background)

Eulália Muandula, é uma jovem de 24 anos de idade recém-formada em agronomia que está a aventurar pelo caminho do empreendedorismo. Desde muito cedo comecei com uma “mania de vender”, na escola secundária vendia lanches (bombons, bolos “mata-fome” e “nik naks) e bijuterias, e quando ingressei na faculdade devido a mudança de estilo de vida parei por um período, mas depois o bichinho do negócio voltou em min e recomecei, e desta vez vendendo cosméticos, o que faço até hoje, e depois da faculdade quis começar um empreendimento com um colega mas acabamos seguindo caminhos diferentes. Actualmente, estou a trabalhar para firmar duas sociedades, e como vendedora de cosméticos independente.

  1. O que lhe motivou a seguir a carreira de empreendedorismo?

Hummm, sem muitos rodeios, foi a sensação de liberdade que o empreendedorismo me dá, e também a excitação de que uma ideia minha pode criar um empreendimento que vai mudar vidas, para melhor, é simplesmente apaixonante.

  1. O que é ser um empreendedor para si?

É se lançar ao incrível desafio de criar sem meios, de dar corpo a uma ideia abstracta.

Aprenda a poupar. Aprenda a investir. Ou seja, vamos empreender Moçambique. Click To Tweet

  1. Fale-nos da sua empresa. Como é que se chama? Em que área é que opera? E o que faz?

A minha empresa (não é apenas minha) chama-se Dzimene, que quer dizer plantar/plantem. Opera na área agrária. Actualmente nos dedicamos a distribuição de hortícolas a restaurantes e take away´s.

  1. Como é que consegue angariar novos clientes?

Para angariar novos clientes temos que “namora-los”. Ir até eles, mostrar a carta de apresentação, o catálogo de preços e se for possível falar com o gerente para persuadi-lo a experimentar o serviço.

Como encara a concorrência?

Tento ver os serviços e principalmente os preços que eles oferecem, e oferecer melhor porque o que determina muita coisa em Moçambique é o preço. A nossa concorrência é grande, mas poucos estão tão organizados quanto nós.

  1. Quais são os desafios do empreendedor em Moçambique?

Os desafios são vários desde a percepção que a sociedade tem de que o empreendedor é um indivíduo que não quer trabalhar, as exigências e expectativas familiares que não são prontamente satisfeitas quando escolhe-se não ser empregado, o sistema de educação que forma empregados e não empregadores, as instituições financeiras que dizem que apoiam o empreendedorismo na televisão e meia volta te cobram garantias que não tens para obter um empréstimo com uma taxa de juro proibitiva para o seu empreendimento e, por último mas não por menos, o estado que não cria uma atmosfera saudável de negócio, pois devido a incapacidade de gestão e monitoria dos seus funcionários, há uma corrupção intolerável neste país.

Tenha em mente onde você quer chegar e não onde você está. Click To Tweet

  1. Será que vale a pena ser empreendedor no nosso país?

Vale sim. Existem muitas áreas carentes de investimento, muitas oportunidades que para a maioria dos moçambicanos são problemas. A vantagem de ser empreendedor em Moçambique é que na terra de cego quem tem um olho é rei, e sinceramente, no nosso país há muita cegueira para o negócio, se estamos em crise ao invés de retrairmos os investimentos devemos investir mais ainda para que a economia recupere.

  1. Quais são os maiores desafios que a sua empresa enfrenta no seu dia a dia?

A constante mudança dos preços dos vegetais, principalmente os importados.

por favor não coloquem os vossos sonhos na gaveta. Click To Tweet

  1. Quais são os planos da sua empresa para o futuro?

O plano da empresa é fazer jus ao nome, e plantar. Queremos além de fazer a distribuição dos vegetais, fazer a produção também.

  1. Qual é a chave do sucesso?

Não sei, porque acho que ainda não atingí, mas os que já atingiram dizem que é a perseverança. Mas, eu acho que não é só isso, acho que para atingir o sucesso temos que crer em algo maior que nós (para min é Deus), pois quando atingirmos o sucesso teremos uma mentalidade de gratidão que não nos vai levar ao orgulho, porque isso destrói pessoas.

  1. Que conselho tem para os jovens?

Complicado kkkk visto que sou uma também. Mas aconselho os jovens a não terem medo de sonhar, independentemente das circunstâncias, e por favor não coloquem os vossos sonhos na gaveta. Sonhem, e acordem para realizar! Se queres abrir um centro comercial não tenha medo de começar com uma banca de doces, se quer abrir um restaurante não tenha vergonha de fazer refeições em casa ou numa barraca. Tenha em mente onde você quer chegar e não onde você está.

aconselho os jovens a não terem medo de sonhar. Click To Tweet

  1. Considerações Finais.

Não deixem que as notícias sobre os problemas económicos do país, vos deixem sem vontade de lutar pelo que vocês querem. Se o teu sonho é comprar carro, não o deixe de lado porque o dólar está alto ou o combustível, trabalhe de forma inteligente. Invista mais em educação financeira. Aprenda a poupar. Aprenda a investir. Ou seja, vamos empreender Moçambique.

Obrigada Professor Edgar.

Foi um enorme prazer ter a Eulália como nossa entrevistada para esta semana. Espero que a sua história lhe tenha inspirado a acreditar nos seus sonhos, e a não desistir deles. O que podemos extrair desta conversa é que os desafios neste país são reais, mas as oportunidades também abundam.

O importante é desenvolver a capacidade para identificar oportunidades de negócio e capitalizar nelas, de modo a criar negócios lucrativos, e alcançar os seus sonhos. Você como jovem não deve ter medo de sonhar, é importante ir atrás daquilo que você acredita.

O nosso muito obrigado a Eulália por partilhar connosco a sua história. Desejo de muito sucesso para si na sua jornada empreendedora.

Seja Empreendedor!

About Edgar Chaúque

Edgar Chaúque é o fundador do Seja Empreendedor, ele é Mentor e Coach de Negócios. E é também o fundador do TecnoFala, e do DinheiroFala , Share Your Ideas Online . É o Fundador da ZIKOMU MIDIA, e mentor do projeto ARQUITETOS DO FUTURO. Pode encontrá-lo também no seu blog pessoal.

Deixe um comentário

%d bloggers like this: